sábado, 27 de dezembro de 2014

Ao caos, Jesus disse: Haja luz de vida!

Por Flávio Santos


 João 1.1-18 Jesus estava com Deus e era Deus e, assim, a criação é obra de suas mãos em coautoria com Deus. Como Criador, Jesus resolutamente, decidiu resolver o problema da criação que, pela desobediência, voltou ao caos inicial: sem forma e vazia! Sem a imagem e semelhança de Deus. Jesus resolveu o problema da criação pela encarnação: O verbo se fez carne! Continua leitura em MINISTÉRIO BERÉIA

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Concebido pelo Espírito: O Maravilhoso Nascimento do Filho de Davi

Victor Leonardo Barbosa


"*O nascimento de cada criança é um evento maravilhoso; traz a existência uma alma que jamais morrerá. Mas, desde que há mundo, jamais houve nascimento tão maravilhoso quanto o de Jesus*". J. C. Ryle, *Meditações no Evangelho de Lucas* Muitos crentes se perguntam acerca da relevância das genealogias. Muitos outros, em sua leitura devocional, passam por cima das genealogias no livro de Crônicas e em outras passagens. Todavia, os crentes bem sabem que tudo o que está escrito foi escrito tendo em vista nosso bem espiritual (Rm 15.4). As genealogias bíblicas relatam algo importante: ... mais »

Natal: fantasia ou realidade?

Alfrêdo Oliveira (IP Memorial)


Natal... Casas decoradas, presentes trocados, o comércio investe alto no marketing e na propaganda, programações especiais acontecem nas Igrejas... o que é o Natal: uma fantasia ou uma realidade? Por fantasia entende-se criação da imaginação, sonho, ficção. Por realidade entende-se aquilo que existe efetivamente... Se o Natal é vivido como um momento utópico, onde as fantasias de consumo atingem seu grau mais elevado com o consentimento e incentivo expresso da sociedade e da família, levando as pessoas a gastarem em coisas desnecessárias o tão suado décimo terceiro (aqueles que têm ... mais 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

É o Natal uma festa pagã?

Djalma Oliveira



Na literatura jeovista havia profusa citação de enciclopédias (religiosas e seculares) que apontavam para a origem pagã do Natal. Assim, eu tinha todas as razões para descartar totalmente a data de 25 de dezembro no meu calendário. Causa-me tristeza, todavia, ao ver que no meio evangélico muitos irmãos estão se levantando contra a observância do Natal, apresentando as mesmas razões que eu, como testemunha-de­-jeova, apresentava. Diante disso surgiu a pergunta inevitável: É pecado celebrar o Natal de Jesus em 25 de dezembro? Antes de responder a esta pergunta, vamos conhecer um pouco... mais »

Quem é atraído pela cruz de Cristo?

Clóvis Gonçalves


Fonte; 5 Calvinistas

A extensão da expiação é um dos temas mais debatidos pelos interessados em teologia. Duas posições são defendidas fervorosamente, uma delas afirmando que Jesus morreu para tornar possível a salvação do mundo inteiro e outra que Jesus morreu para tornar certa a salvação dos eleitos somente. O texto acima geralmente é apresentado contra esta última posição, com a suposição de que todos significa *"todas as pessoas do mundo, sem exceção"*. Consideremos, primeiro, quem está falando. O início do verso 30, *"Então, explicou Jesus"*, deixa claro que o *"eu"* e *"a mim mesmo"* do versícul... mais »

sábado, 8 de novembro de 2014

O ABOMINÁVEL MUNDO SEM DEUS

por Leandro B. Peixoto

Levítico 18
Lv 18.1-5 | 1 Disse o Senhor a Moisés: 2 “Diga o seguinte aos israelitas: Eu sou o Senhor, o Deus de vocês. 3 Não procedam como se procede no Egito, onde vocês moraram, nem como se procede na terra de Canaã, para onde os estou levando. Não sigam as suas práticas. 4 Pratiquem as minhas ordenanças, obedeçam aos meus decretos e sigam-nos. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês. 5 Obedeçam aos meus decretos e ordenanças, pois o homem que os praticar viverá por eles. Eu sou o Senhor.

A DIVISÃO DO LIVRO DE LEVÍTICO
Facilita a nossa leitura do livro de Levítico saber que ele é dividido em duas grandes seções:

primeira seção (Lv 1 a 16) apresenta algumas leis ao povo:
Lv 1 a 7 – As leis dos sacrifícios
Lv 8 a 10 – As leis do sacerdócio
Lv 11 a 16 – As leis de santificação

segunda seção (Lv 17 a 27) revela o “O Código de Santidade” do povo de Deus:
É para os que vivem em comunhão com Deus. Sendo santo o Senhor, todos os seus adoradores devem ser, também, santos.
Levítico 17, abrindo a segunda seção de Levítico, fala do modo como o pecador perdoado pelo sangue do sacrifício deve viver para honrar a Deus.
Já o capítulo de hoje, Levítico 18, descreverá quão abominável é o mundo sem Deus, e advertirá o povo de Deus a não viver como os do mundo.
Há três advertências principais sendo feitas aqui em Levítico 18, e nós veremos, de forma geral, cada uma delas.
1. A distinção do povo de Deus
2. A depravação do mundo sem Deus
3. O derramamento da ira de Deus
Vejamos…

1. A distinção do povo de Deus (Lv 18.1-5)
O sangue de Jesus (Lv 17) nos aproximou de Deus (Ef 2.13); agora, nós devemos viver em santidade (Hb 13.12).
Lv 18.1-2 | Disse o Senhor a Moisés: 2 “Diga o seguinte aos israelitas: Eu sou o Senhor, o Deus de vocês.
Não podemos mais viver como o velho homem (egípcios) e nem nos amoldar aos padrões deste mundo (cananeus).
Lv 18.3 | Não procedam como se procede no Egito, onde vocês moraram, nem como se procede na terra de Canaã, para onde os estou levando. Não sigam as suas práticas.
Temos que viver pela renovação da nossa mente pela Palavra e no poder do Espírito Santo.
Lv 18.4-5 | 4 Pratiquem as minhas ordenanças, obedeçam aos meus decretos e sigam-nos. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês. 5 Obedeçam aos meus decretos e ordenanças, pois o homem que os praticar viverá por eles. Eu sou o Senhor.
O povo de Deus é distinto de tudo e de todos. Estão no mundo, mas não são do mundo. Vivem aqui, mas pertencem ao Senhor e, portanto, devem refletir o seu caráter em tudo o que fazem e falam.

2. A depravação do mundo sem Deus (Lv 18.6-23)
Tendo dito quem é e como deve ser distinto o povo de Deus, Moisés apresenta os pecados abomináveis que o mundo sem Deus é capaz de cometer. De tão explícitos, não há necessidade de uma exposição detalhada das perversões aqui condenadas, apenas de enumerá-las:
Relação sexual com a mãe (v. 7), a madrasta (v. 8), a irmã (v. 9), a neta (v. 10), a meia-irmã (v. 11), a tia (v. 12-13), a mulher do tio (v. 14), a nora (v. 15), a cunhada (v. 16), a filha e as netas da segunda esposa (v. 17), a irmã da segunda esposa (v. 18), a mulher do vizinho (v. 20);
Relação sexual desaprovada pela Bíblia (v. 19) – relações com a mulher durante o ciclo menstrual dela tornava o marido impuro (Lv 15.24);
Sacrifício de crianças em cultos pagãos (v. 21);
Relacionamento sexual com pessoa do mesmo sexo – homossexualismo (v. 22);
Relacionamento sexual com animais – bestialismo (v. 23).
OBS.: Notaram que o abuso sexual entre pai e filha não é citado aqui? Por quê? Alguns estudiosos notaram que a razão para não se mencionar o relacionamento incestuoso entre pai e filha se deu por motivos econômicos.
Tal violação sexual era rara porque uma filha virgem poderia favorecer economicamente a família no caso de um casamento rentável. Um pai perverso se seguraria para poder lucrar de outra forma!
Veja a que ponto a depravação do mundo sem Deus pode chegar. É de se espantar, de causar náusea, de entristecer o coração. O povo de Deus não pode fazer parte da depravação do mundo sem Deus.

3. O derramamento da ira de Deus (Lv 18.24-30)
Tendo descrito como e porque o povo de Deus deve se distinguir dos demais que estão no mundo, e tendo denunciado a vergonhosa depravação do mundo sem Deus, o capítulo termina declarando o derramamento da ira de Deus:
Lv 18.24-30 | 24 “Não se contaminem com nenhuma dessas coisas, porque assim se contaminaram as nações que vou expulsar da presença de vocês. 25 Até a terra ficou contaminada; e eu castiguei a sua iniquidade, e a terra vomitou os seus habitantes. 26 Mas vocês obedecerão aos meus decretos e às minhas leis. Nem o natural da terra nem o estrangeiro residente entre vocês farão nenhuma dessas abominações, 27 pois todas estas abominações foram praticadas pelos que habitaram essa terra antes de vocês; por isso a terra ficou contaminada. 28 E, se vocês contaminarem a terra, ela os vomitará, como vomitou os povos que ali estavam antes de vocês. 29 “Todo aquele que fizer alguma destas abominações e aqueles que assim procederem serão eliminados do meio do seu povo. 30 Obedeçam aos meus preceitos, e não pratiquem os costumes repugnantes praticados antes de vocês, nem se contaminem com eles. Eu sou o Senhor, o Deus de vocês”.
Os pecados que hoje passam impunes, os pecados dos quais hoje uma minoria costuma se orgulhar, serão todos julgados e condenados por Deus. O Senhor é justo. Atente-se, arrependa-se e abrace a fé.

O ABOMINÁVEL MUNDO SEM DEUS
O mundo sem Deus é abominável! Tudo consequência de terem desprezado o conhecimento da glória de Deus. Paulo descreve o problema e prescreve a cura, dizendo assim:
Rm 1.28-32 | 28 Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam. 29 Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, 30 caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais; 31 são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis. 32 Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam.
Como viver neste abominável mundo sem Deus?
Três aplicações
Busque o conhecimento da glória de Deus no rosto de Jesus e ache perdão.
Abomine o pecado e pratique atos de justiça pelo poder do Espírito Santo.
Olhe para o pecador com fé, esperança e amor.
Maranata!

RESPOSTA A UMA HERESIA DE UM MARIOLATRA

Esta mensagem chegou no meu face e resolvi responder as aberrações que estão nela, quem as escreveu com certeza ou não ler a Bíblia ou está cego para não ver tanta heresia! Pb. Veronilton Paz
NOSSA SENHORA SOFREU AS NOSSAS DORES
A Igreja nos ensina a meditar as “Sete Dores da Virgem Maria”, os momentos cruciais, martirizantes, que ela viveu ao lado de Jesus. Ele sofreu a Paixão, ela sofreu a compaixão. Por tudo o que ela sofreu por amor de Seu Filho amado e por nós, a Igreja a tem como a Consoladora dos Aflitos. (A Bíblia diz que o nosso consolador espirutual é o Espírito Santo dado por Jesus (João 14.16; João 15.27; João 16.7)
Santa Teresinha do Menino Jesus disse:
“Não tenha receio de amar demasiadamente a Santa Virgem; tu nunca conseguirás amá-la como Ela merece e Jesus ficará muito contente com este amor, pois a Santa Virgem é Sua Mãe.” (A Bíblia diz que devemos amar a Deus acima de tudo e aos outros como a si mesmo (Mt 22.37-40)
A Igreja nos ensina a meditar as “Sete Dores da Virgem Maria”, os momentos cruciais, martirizantes, que ela viveu ao lado de Jesus. Ele sofreu a Paixão, ela sofreu a compaixão. Por tudo o que ela sofreu por amor de Seu Filho amado e por nós, a Igreja a tem como a Consoladora dos Aflitos (A Bíblia diz que quem sofreu por nós foi Jesus (I Pe 2.21; Isaias 53.1-12)
A Virgem Maria é a “Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve”. É a ela que vamos “suspirando e gemendo nesse vale de lágrimas” que o pecado transformou esse mundo. Ela volve a nós pecadores os seus olhos misericordiosos e tem compaixão de nós. Assim como ela acompanhou Jesus no caminho do Calvário até o Gólgota, nos acompanha também em nossas lutas, tentações, aflições e sofrimentos de toda ordem ( A Bíblia diz que quem está conosco em todos os momentos é Jesus (Mt 28.20; Mt 18.20)
O Papa João Paulo II disse que “ela foi aquela que mais cooperou com a obra da Redenção realizada por Jesus”. Ninguém esteve tão perto Dele; ninguém sofreu tanto como ela (A Bíblia diz que a salvação ou redenção é uma obra exclusiva de Deus, ninguém coopera com a redenção, Deus não precisa de ajuda (Jonas 2.9; Ef 2.8-10).
Contemplar as suas dores, mirar as suas lágrimas, é haurir lições e graças preciosas, assim como contemplar a Via Sacra de Jesus (Como já disse anteriormente, quem sentiu nossas dores foi Jesus, Maria foi uma serva de Deus, obediente e que amava ao senhor acima de tudo, pelo menos é isso que a Bíblia diz, a não ser que alguém ache que a Bíblia está abaixo dos decretos religiosos).
Santa Brígida da Suécia diz em suas revelações que Nossa Senhora prometeu conceder sete graças a quem rezar, em cada dia, sete Ave-Marias em honra de suas dores e lágrimas (Nossa oração deve ser somente ao pai em nome do Filho (João 15.16; João 14.13-14 não há na Bíblia a oração para Maria, pois isto que se chama Ave-Maria, foi uma deturpação da saudação do anjo (Lc 1.28 e de Isabel Lc 1.42-45, Maria foi saudada, o anjo e Isabel não oraram a Maria, eles a saudaram, no ano 375 é que iniciou o culto em louvor de Maria, mas para a Bíblia o culto é só para Deus Mt 4.10)
Eis as promessas:
1 – Porei a paz em suas famílias.(Quem nos traz a paz é somente Jesus (Jo 14.27; 16.33; 20.19,21; Rm 5.1; Ef 2.14,15)
2- Serão iluminados sobre os divinos mistérios. (Quem nos ilumina é somente Jesus (Jo 8.12; Jo 1.9; Jo 12.46)
3- Consolá-los-ei em suas penas e acompanhá-los-ei em suas aflições. (Quem está conosco nas aflições é Jesus (Jo 16.33)
4- Conceder-lhes-ei tudo o que me pedirem, contanto que não se oponha a adorável vontade de meu divino Filho e a santificação de suas almas. (A própria Maria disse em vida para fazer o que Jesus mandasse (Jo 2.5), e Jesus manda pedir somente a Ele (Jo 14.13-14; 15.16), se Maria falou para pedirem a ela em vida, a Bíblia não diz, porque faria depois de morta, se a Bíblia diz que os mortos não tem mais parte em nada do que se faz aqui? (Ec 9.6).
5- Defendê-los-ei nos combates espirituais contra o inimigo infernal e protegê-los-ei em todos os instantes da vida (Quem nos defende do diabo é Jesus (Mt 16.18; Gn 3.15; I Jo 5.18; Ef 6.10)
6- Assistir-lhes-ei visivelmente no momento da morte e verão o rosto de Sua Mãe Santíssima (Quem nos assiste até na hora da morte é Jesus (Lc 23.39-43; II Tm 4.18).
7- Obtive de meu Filho, para os que propagarem esta devoção às minhas lágrimas e dores, sejam transladados desta vida terrena à felicidade eterna, diretamente, pois ser-lhes-ão apagados todos seus pecados e meu Filho e eu seremos sua eterna consolação e alegria. (Outra aberração sem base Biblica, pois somente Cristo é que tem autoridade para conceder vida eterna e perdão de pecados (Jo 6.47; Hb 7.25; At 3.19; Lc 5.23-25).
A devoção a Nossa Senhora das Dores é das mais ricas. Por suas dores Ela nos ensina que se chega à perfeição cristã pelo sofrimento aceito com fé, paciência, e oferecido a Deus como “matéria-prima” de salvação e profunda comunhão com Deus. “Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus” (Rm 8,28). (Este texto de Rm 8.28 nada fala a respeito de “sete dores de Maria”, Maria deve ser respeitada porque foi uma serva de Deus e não por rótulos religiosos sem base Bíblica, a salvação é dom de Deus e não merecimento humano (Ef 2.8-10)
Venerar a Rainha dos Mártires é receber o dom da fortaleza para as lutas da vida. Meditar as dores de Maria nos faz crescer no amor para com Ela, assim como meditar a Paixão do Senhor nos faz amá-Lo mais. Contemplar as lágrimas de Maria nos consola. (Nós não vamos contemplar lágrimas de Maria, pois ela já está no descanso dos santos no céu e não tem parte em nada do que se faz aqui (Ec 9.6), amar Maria acredito que todo cristão sério ama, mas culto só se deve prestar a Deus (Mt 4.10).
Maria é também a Rainha dos Confessores e dos Mártires, pois, mais do que todos eles, testemunhou Jesus até o fim. Já nos primeiros séculos, sob a terrível perseguição dos romanos, os cristãos se refugiavam sob a proteção da Mãe de Deus. A oração mais antiga dirigida a Ela, que se conhece, é aquela que os cristãos e mártires rezavam em Alexandria já no segundo século:
“Debaixo da Vossa Proteção nos refugiamos ó Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre dos perigos, Virgem gloriosa e bendita. Amém.”
Ela é a Rainha de todos os Santos, pois ninguém a superou em santidade, desde sua concepção virginal. Maria é Rainha porque seu Filho é Rei. O próprio anjo Gabriel disse a ela: “… e Seu reino não terá fim” (Lc 1,33). (Pela Bíblia só existe um Rei que é Jesus, não há uma rainha, pelo menos, a Bíblia não diz (Mt 25.34; Lc 19.38), além do mais as orações na Bíblia sempre foram dirigidas a Deus (Mt 6.9-15), a própria Maria orou a Deus (Lc 1.46-56) e reconheceu sua necessidade de um salvador e Senhor (Lc 1.46-47) e disse ser serva do Senhor (Lc 1.48), não há um único texto bíblico que afirme 0 que tentam colocar como verdade)
A devoção às Sete dores de Maria teve origem de modo especial na Ordem dos Servitas, ou Servos de Maria. Compõe-se de sete partes ou séries de grãos, cada uma formada de um Pai-Nosso e sete Ave-Marias em honra das Sete Dores da Santíssima Virgem. (A Bíblia diz que muitos louvam a criatura em lugar do criador (Rm 1.25), imagine sete ave-marias para um pai-nosso, quem está sendo mais louvado? Se bem que oração deve ser só a Deus como já expliquei acima)
D. Fr. Alexandre da Sagrada Família, bispo de Málaga, em seu livro “A Devoção das Dores a Maria”, diz:
“Virgem Doloríssima, eu seria um ingrato se não me esforçasse em promover a memória e o culto de vossas dores. Vosso Divino filho tem vinculado a devoção de vossas dores, particulares graças para uma sincera penitência, oportunos auxílios e socorros em todas as necessidades e perigos e particularmente na hora da morte. Vinde todos que tendes sede, vinde fartar-vos neste manancial de abundantes graças.” (O manancial de abundante graça é Jesus (Jo 7.37-39; Jr 2.13; Jo 10.10; Ap 22.17)
É preciso meditar muitas vezes nas dores da Virgem Maria para consolar o seu Sagrado Coração e crescer na virtude. Ela disse a uma alma santa:
“Ó almas que sofreis, vinde para perto de meu Coração e aprendei comigo. É junto de meu Coração transpassado de dor que achareis consolação! Mães aflitas, esposas amarguradas, jovens desorientados, meditando nos meus sofrimentos tereis força para atravessar todas as dificuldades. Que minhas dores vos comovam o coração, impulsionando-vos para a prática do bem.” (Mais uma experiência sem base nas Escrituras, pois como já expliquei anteriormente quem morre não tem parte alguma aqui (Ec 9.6), qualquer experiência que venha a ferir as Escrituras desta forma é doutrina de demônios)
Nossa Senhora das Dores, rogai por nós! (Quem intercede por nós é Jesus (Rm 8.34; Hb 7.25; I Tm 2.5)
A pessoa que colocou estas aberrações não conhece nem mesmo o que Maria disse: “Façam o que Ele (Jesus) vos disser (Jo 2.5)”.
Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário


quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Exposição Bíblica - com Bryan Chapell

Fonte: O Tempora, O Mores


Amigos, o Encontro da Fé Reformada este ano em Goiânia é sobre exposição bíblica e contará com um dos maiores expositores conhecidos, que é o Bryan Chapell além de outros expositores brasileiros. Para quem gosta de pregação expositiva e deseja aprender mais sobre sua prática, e para todos que amam a Palavra de Deus sendo anunciada com fidelidade.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

155 Anos de Igreja Presbiteriana do Brasil


Breve Histórico: A *Igreja Presbiteriana do Brasil* é uma igreja protestante reformada, de orientação calvinista presbiteriana. Foi fundada em 1859 por um missionário estadunidense chamado Ashbel Green Simonton, que chegou ao Rio de Janeiro no dia 12 de agosto de 1859. Possui aproximadamente 1.011.300 membros distribuídos em mais de 10.407 igrejas locais e congregações em todo o Brasil. No dia 12 de agosto, 2014 publicaremos a História ampliada do Presbiterianismo no Brasil. Marcos Alexandre @marcosmafm - M. Comunicação da Igreja Presbiteriana de Manhumirim

Aviso ao Leandro Quadros – não bata a cabeça na parede!

Luciano Sena


Fonte: MINISTÉRIO CRISTÃO APOLOGÉTICO (MCA)


Não é de agora que a pergunta “A Igreja Adventista é uma Seita” [https://www.youtube.com/watch?v=rkkucIgny4Q]” é reportada ao programa *Na Mira da Verdade*. E nosso ilustre Leandro Quadros, algumas vezes com ditos irônicos, afirma ‘que muito na literatura apologética brasileira é tão ruim, pois o que inventam a respeito do adventismo é de chorar. Que dá vontade de bater com a cabeça na parede’. De fato, há pouca interação com fontes Adventistas em muitos que criticam o Adventismo. Porém, a deficiência não é tão prejudicial, haja vista que o uso mais comum são os escritos de Ellen ... mais »

As igrejas devem exercer alguma influência na política? Pastores devem pregar sobre temas políticos?

Danilo Fernandes


Fonte: Genizah

As igrejas devem exercer alguma influência na política? Pastores devem pregar sobre temas políticos? Existe somente um posicionamento “cristão” em relação a questões políticas? A Bíblia traz algum ensinamento a respeito de como as pessoas devem votar? Se já fez a si mesmo ao menos uma dessas perguntas, não pode deixar de ler este livro! Nele o autor lança mão de três tipos de argumentos para orientar uma visão política de acordo com a Bíblia: argumentos baseados em declarações bíblicas explícitas; argumentos baseados em princípios bíblicos mais amplos e argumentos baseados em uma... mais »

terça-feira, 29 de julho de 2014

Muçulmano se converte ao cristianismo lendo o Alcorão

Fonte: Igreja Presbiteriana de Capoeiras


[image: Muçulmano se converte ao cristianismo lendo o Alcorão] O pai de Roton ficou cego e pedia para que o filho lesse o Alcorão para ouvir histórias sobre Jesus. Isso gerou curiosidade no filho que passou a querer saber mais de Cristo e não demorou muito para que ele se tornasse um cristão. “No começo, eu estava apenas lendo para o meu pai. Mas, depois de alguns dias, eu percebi que estava cada vez mais curioso para descobrir a verdade sozinho. Por causa das histórias escritas no Alcorão, passei a crer em Jesus e me tornei cristão”, disse Roton. Por ser o primeiro cristão da famíli... mais »

A Lei e a Graça: Breves Considerações

Fonte: UMP da quarta


Muitas pessoas hoje, assim como ao longo da história, tem certa dificuldade em compreender a relação destes dois termos essenciais para a vida do Cristão: A Lei e a Graça. Embora seja um assunto realmente complexo, relatarei alguns ensinamentos em tópico sobre estes dois termos: *LEI* • A Lei veio para mostrar o estado de pecador do homem. Pois o fato do homem ser pecador acarreta em não conseguir cumprir a lei. • A Lei foi usada no levantamento dos profetas contra os pecados de Israel. Pois, embora não seja meio de salvação, serve de instrução para o povo de Deus no processo de san... mais »

segunda-feira, 7 de julho de 2014

INTOLERÂNCIA HOMOSSEXUAL (SERÁ QUE POSSO CHAMÁ-LOS DE HETEROFÓBICOS?)


Movimento gay quer acabar com a capelania hospitalar evangélica


Fonte: Genizah

*Pr.Josué Lima* O movimento defensor das causas homossexuais, o LGBT (Lésbias, Gays, Bissexuais e Travestis), tem tentado impedir a atuação das Capelanias Evangélicas em hospitais. O grupo tem realizado acusações difamatórias à Associação de Capelania Evangélica Hospitalar, principalmente à capelã Eleny Vassão de Paula Aitken, que atua no Centro de Referência e Treinamento em DST-AIDS (CRT-AIDS), e no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na cidade de São Paulo. Artigos e comentários publicados na internet referem-se ironicamente ao trabalho realizado pelas capelanias evangéli... mais »

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Por que as profecias da Liderança TJ NUNCA se cumpriram?

Luciano Sena



A religião que mais se aventurou em predizer acontecimentos para datas especificas é a religião das Testemunhas de Jeová. Os que conhecem a natureza dessa organização, sabem que não foi a comunidade de Testemunhas em si, mas única e exclusivamente a sua liderança totalitária. Mesmo tendo em mãos Mateus 24.36, no histórico dessa religião um número de 12 datas e/ou períodos, ou mais que isso, formam um atestado indiscutível que estamos diante de uma organização de falsos profetas. A Liderança TJ sempre afirmou ser o canal de comunicação entre Deus e o Seu povo nesse tempo final, com... mais »

Voto responsável: o exercício da cidadania

Fonte: Igreja Presbiteriana de Manhumirim


Estamos vivendo o clima da Copa FIFA de Futebol. Os olhos do mundo todo estão voltados para o Brasil, mas este ano nossa nação também passará por mais um processo de eleição... extraímos pois uma palavra pastoral do *rev. Hernandes Dias Lopes*sobre esse tema. *Voto responsável: o exercício da cidadania* *“*Somos herdeiros de uma cultura extrativista. Nossos colonizadores vieram para o Brasil com a intenção de explorar as riquezas desta terra e não de construir aqui uma Pátria. Rui Barbosa, o grande tribuno brasileiro, alertou para o perigo das ratazanas que mordem sem piedade o erár... mais »

segunda-feira, 9 de junho de 2014

O uso da Psicanálise no Aconselhamento Pastoral


Rev. Augustus Nicodemus Lopes


Cresce o número de pastores que buscam formação na área de psicanálise. Qual o problema do chamado "evangelho terapêutico"? Será que Deus quer mesmo que eu seja sempre feliz, sem condições ou restrições? E o que dizer da chamada "autoestima"? Estes e outros pontos afins são discutidos no programa Academia em Debate desta semana. Assista o vídeo em O Tempora, O Mores

O que é o Crente Estático? Com a Palavra, Mauro Meister


Fonte: UMP da quarta

Ouvi esta expressão e fiquei pensando o que seriam. É um crente, crê, até confia na obra de salvação feita pelo Senhor, mas sua fé não tem caminhada, não tem estrada, não tem vivência. Ele separa sua vida religiosa dos seus afazeres do dia a dia. O crente estático vai à igreja de maneira regular, dá o dízimo ou contribui e tem até alguma função na igreja, mas não tem missão! Seu coração não é mais movido pelo senso claro de urgência que existe na Palavra de Deus, de que sua fé precisa ser manifestada pelas verdadeiras boas obras, como um fruto. O crente estático é o crente sem miss... mais »

Onde o Espírito Santo está Atuando?


Fonte: UMP da quarta


A importância do Espírito Santo e sua obra, assim como a sua divindade, a priori, são elementos comuns aos cristãos, sendo inclusive uma forma de identificar aqueles que destoam do pensamento ortodoxo. No entanto, na prática, a atuação do Espírito tem sido um elemento de contraentes entre as igrejas reformadas e as pentecostais, sendo aquelas acusadas de frias, por causas de seus cultos onde o Espírito não se faz presente, ou no mínimo, não tem o devido lugar ou espaço. Qual a razão desta afirmação por partes dos irmãos pentecostais? Eles estão corretos em seu entendimento? De que ... mais »

Quase 800 esqueletos de bebês foram encontrados em convento da Irlanda


Fonte: Genizah


O GLOBO DUBLIN — A descoberta inicial foi em 1975, mas a polêmica esperou quase quatro décadas para estourar. Uma chocada Irlanda viu-se ontem envolvida no mais novo escândalo do tratamento indigno que jovens mulheres consideradas desviantes pela sociedade receberam no país católico conservador durante boa parte do século XX: uma historiadora descobriu agora que quase 800 esqueletos encontrados há 39 anos numa fossa séptica ao lado de um antigo convento da cidade de Tuam eram de crianças. O convento abrigou jovens mães solteiras — a maioria internada à força pelas famílias — entr... mais »

quarta-feira, 30 de abril de 2014

A propósito do Dia do Trabalho...


Solano Portela



TRABALHO - BÊNÇÃO OU MALDIÇÃO? O trabalho *não é *a maldição: 1. Em Gn 1.26-28 Deus comissiona a raça humana a "dominar a terra e sujeitá-la". Logicamente isso envolve a penetração em todas as áreas de conhecimento, em todas as ciências, etc. Isso, que chamamos de "mandato cultural" implica em "trabalho", no sentido de aplicação de tempo em uma tarefa, em uma vocação, em um interesse, ou em uma obrigação recebida por delegação. Se o trabalho precede a queda, não pode ser "maldição". Essa é a âncora exegética que legitima o envolvimento do servo de Deus em todas as áreas do conhecimen...mais »