sexta-feira, 11 de novembro de 2016

DEVOCIONAL MANÁ DIÁRIO - Lic. Veronilton Paz da Silva

GENESIS: 36.31-38
[31] São estes os reis que reinaram na terra de Edom, antes que houvesse rei sobre os filhos de Israel. [32] Em Edom reinou Belá, filho de Beor, e o nome da sua cidade era Dinabá. [33] Morreu Belá, e, em seu lugar, reinou Jobabe, filho de Zerá, de Bozra. [34] Morreu Jobabe, e, em seu lugar, reinou Husão, da terra dos temanitas. [35] Morreu Husão, e, em seu lugar, reinou Hadade, filho de Bedade, o que feriu a Midiã no campo de Moabe; o nome da sua cidade era Avite. [36] Morreu Hadade, e, em seu lugar, reinou Samlá, de Masreca. [37] Morreu Samlá, e, em seu lugar, reinou Saul, de Reobote, junto ao Eufrates. [38] Morreu Saul, e, em seu lugar, reinou Baal-Hanã, filho de Acbor. [39] Morreu Baal-Hanã, filho de Acbor, e, em seu lugar, reinou Hadar; o nome de sua cidade era Paú; e o de sua mulher era Meetabel, filha de Matrede, filha de Me-Zaabe”.

A REALIDADE DA MORTE NA VIDA DO SER HUMANO

Caros amigos a morte é uma realidade na vida do ser humano, todos os homens depois de Adão passaram a morrer, pois esta foi uma das punições para o pecado (Gn 2.17), não podemos escapar da morte, pois cedo ou tarde ela nos alcança. Aos homens Deus ordenou morrer uma única vez, depois disto vem o juízo (Hb 9.27), porém, mesmo que morramos, se estamos em Cristo viveremos eternamente. Esta passagem traz uma lista dos príncipes e reis de Edom, porém, algo recorrente aqui é que um rei ou príncipe morre e outro assume, a qual assim se relata: [...] morreu [...] e em seu lugar, reinou [...]”, pode ter certeza que cedo ou tarde todos irão morrer. Sobre a realidade da morte gostaria de trazer algumas verdades para a nossa vida.

Primeira, a morte no plano de Deus já tem hora e dia marcado (Sl 139.16): “Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda”.
Queridos amigos e irmãos este versículo apresenta a soberania de Deus com relação à morte do ser humano, ele já contou todos os nossos dias e já determinou a quantidade deles desde o nascimento até a morte, ou seja, ninguém morre antes ou depois do dia, todos morrem no dia que Deus mesmo já estabeleceu. Isto é um grande mistério, nós como humanos só sabemos o momento presente e alguns coisas do passado, mas Deus já sabe o passado, o presente e também o futuro. Você vai morrer em um dia marcado por Deus, porém, você não sabe, então viva a vida intensamente, louvando, adorando, faça tudo para glória de Deus, a qualquer momento sua vida pode ser requerida por Ele, o que você tem a oferecê-lo? Viva com Cristo. Alegre-se com o dia de hoje que está vivendo, é sinal da graça de Deus.

Segunda, a morte no plano de Deus traz à luz o quanto o homem é limitado (Sl 90.9): “Pois todos os nossos dias se passam na tua ira; acabam-se os nossos anos como um breve pensamento”. Outra questão que você precisa perceber com a realidade da morte é que você é limitado, quem disse que você é de ferro, mentiu. Você é de barro, você é frágil, o salmista diz que os anos passam como um breve pensamento. O breve pensamento é um livro pequeno de contos resumidos, este conto quando as pessoas estavam atraídas pelo seu conteúdo acabava, pois era um resumo. A vida aqui é passageira, por isso que Jesus orientou o homem a não ajuntar tesouros nesta terra onde traça e ferrugem dão cabo e ladrões encontram e roubam, mas ajuntá-los nos céus onde nem traça e ferrugem corroem e nem ladrões encontram e roubam (Mt 6.19-21), ou seja, quando você morre não leva nada, você pode ser um gari, ou o empresário mais rico da cidade, quando fecha os olhos tudo que ajuntou fica aqui. Você é eu somos limitados, a realidade da morte nos remete a isto para que não sejamos jactanciosos nem confiemos na instabilidade das coisas materiais, elas acabam aqui.

Terceira, a morte no plano de Deus é o inicio de uma vida melhor para o que serve a Cristo (Sl 73.24): Tu me guias com o teu conselho e depois me recebes na glória”. A maior alegria que um cristão pode ter é saber que sua relação com Deus não termina aqui, pois morrer é partir para estar com o Senhor o que é incomparavelmente melhor (Fp 1.23). O salmista Asafe olhou para as riquezas dos ímpios e quase que ele se afasta do Senhor (Sl 73.2-14), mas o Senhor o fez contemplar o fim do homem prospero se ele não tem Deus (Sl 73.17-20), pois ter riqueza aqui e não ter Jesus é partir para viver a eternidade longe Dele, o salmista percebe que ele tinha mais bens do que eles, pois tudo que eles tinham iria se acabar aqui, mas ele seria guiado pelo Senhor e seria recebido na glória (Sl 73.24), por isso Asafe chegou à conclusão que o maior bem quem tinha era ele, que não era prata nem ouro, mas o Deus criador dos céus e da terra (Sl 73.25). Quando tudo aqui findar, aqueles que já estão com Cristo irão morar eternamente com Ele. Você já tem esta certeza?

Concluindo, gostaria de perguntar se você já estar preparado para se encontrar com a morte? Se ainda não tens esta certeza você precisa urgentemente entregar tua vida a Cristo e reconhecê-lo com seu único e suficiente Senhor e salvador, pois somente Ele pode nos livrar da condenação eterna e nos levar a salvo para o seu reino celestial (II Tm 4.18). Lembre-se que a morte não é o fim, ela é o começo da eternidade que pode ser com Cristo ou sem Cristo. A decisão precisa ser tomada aqui, pois depois da morte não mais ligação entre o morto e este mundo aqui, pois os mortos não tem mais parte alguma em nada do que se faz aqui debaixo do sol (Ec 9.6). Então, acerte a tua vida com Deus urgentemente. Faça isto agora e que Deus te abençoe em Nome de Jesus.

Autor: Missionário Veronilton Paz da Silva

Igreja Presbiteriana do Brasil em Sumé-PB

domingo, 6 de novembro de 2016

EXPLICAÇÃO DE JOÃO 10.25-29

[25] Respondeu-lhes Jesus: Já vo-lo disse, e não credes. As obras que eu faço em nome de meu Pai testificam a meu respeito. [26] Mas vós não credes, porque não sois das minhas ovelhas. [27] As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. [28] Eu lhes dou a vida eterna; jamais perderão, e ninguém as arrebatará da minha mão.[29] Aquilo que meu Pai me deu é maior do que tudo; e da mão do Pai ninguém pode arrebatar”.

Primeiro, Jesus fala que aqueles que não creram é porque não eram suas ovelhas (V.25-26).

Segundo, Jesus, disse que suas possuem três sinais: Ouvem a sua voz (pregação do evangelho); ele sabe quem são suas ovelhas, ou seja, nós pregamos para todos, mas somente irá crê quem de fato é ovelha de Cristo; e elas seguem Jesus, ou seja ovelha de Cristo não permanece no pecado (V.27).

Terceiro, Ele garante segurança de salvação eterna, dá a vida eterna e suas ovelhas jamais perderão, ou seja, se tem alguém que ensina segurança eterna de salvação não são os calvinistas é o próprio Senhor Jesus (V.28a).

Quarto, Jesus não apenas dá a vida a vida eterna ás ovelhas, mas Ele preserva as suas ovelhas salvas, pois da sua mão ninguém pode arrebatar as suas ovelhas (V.28b-29).


Concluindo, quem diz que o salvo pode se perder ou não meu a Bíblia, se leu não entendeu nada. Nosso problema é que entendemos que todo mundo que está na igreja é salvo, nem todos que fazem parte de uma igreja institucional são de fato igreja de Cristo, mas há muitos servos de Deus que convencidos pelo Espírito Santo (Jo 16.8) se achegam a Cristo por que o Pai que os atraiu para ir à Cristo (Jo 6.37), ninguem pode ir a Cristo se o Pai não o trouxer (Jo 6.44) e se integram a uma igreja, encerrando  dizemos que a Bíblia diz que o vencedor que são os que crêem em Jesus, Deus não apagará o seu nome do Livro da Vida (Ap 3.5); quanto aos que não serão salvos a Bíblia não diz que eles foram apagados ou retirados diz que eles não foram escritos no livro da vida (Ap 13.8), ou seja Deus não fica escrevendo e apagando o nome no livro, desde antes da fundação do mundo Ele já escreveu nomes e já deixou nomes de fora dele.

Missº Veronilton Paz da Silva